17 Outubro, 2017 by

Porque eu cumpri o meu dever de Policial Militar com eficiência.

Agi dentro da legalidade;

Interferi em ocorrências policiais sendo imparcial, fazendo valer a justiça;

Orientei a quem deveria orientar;

Fiz cumprir a lei colocando o injusto em seu merecido lugar, dando aos justos a paz;

Devolvi àquela criança o sorriso, que ao me ver, brotou de seu rosto instantânea e verdadeiramente;

Fui pra essa criança o herói que ela enxergou em minha alma;

Fui o amparo para aquele desamparado;

Ouvi quem precisava somente de ser ouvido;

Estive onde qualquer pessoa comum não estaria para defender o desconhecido;

Fui por alguns momentos a sensação de paz daquela comunidade ameaçada pelo crime;

Fui parte do Código Civil, do Código Penal, do Código de Defesa do Consumidor, do Estatuto da Criança e do Adolescente;

Exerci meu dever de manutenção da Ordem Pública, cumprindo rigorosamente o que a Constituição Federal determina;

Ensinei um pouco de Direitos e Deveres aos desinformados;

Enfim, fui a esperança de muitos.

Portanto devo voltar pra casa pra cuidar do meu bem mais precioso que é minha família. Que aflita não sabe se voltarei, que precisa de mim como pai, como marido, filho e irmão. Que conhece todas as minhas necessidades e frustrações causadas pelo serviço policial militar;

Que me acolhem nos braços sempre que preciso;

Que me dão forças para que eu possa sair todos os dias de casa motivado a voltar vivo.

E amanhã é outro dia e o ciclo se repete, e os motivos sempre serão os mesmos.

Assim, Rogo a Deus que nunca deixe apagar a chama da esperança e da justiça;

Rogo a Deus que Proteja a mim e meus companheiros que tem a mesma rotina e que precisam voltar pra casa.

Rogo a Deus para que eu sempre saiba discernir o certo do errado, não sendo injusto com ninguém.

Rogo a Deus para que me dê sempre bons motivos pra voltar pra casa e que eu volte todos os dias vivo.

 

Welkyer Murillo dos Reis